Livros

Uma visão pessoal dos autores da coleção que vai se somar a muitas outras reunidas no site www.bhdecadaum.com.br, em que as pessoas podem relatar as suas histórias sobre cada tema.

Comprar este livro Gostaria de comprar este livro?
Clique no botão acima para fazer o seu pedido!

Maletta

Paulinho Assunção

Trecho do Livro

Pois, em certas noites, o Maletta – todo esse conjunto que leva o nome oficial de Archangelo Maletta – parece que endereçava convites e convocatórias a seus diletos e fiéis frequentadores. Era o sinal para um encontro marcado. Podia ser o lançamento de um livro, o pós-show de alguma celebridade, a estreia de uma peça, o aniversário de uma atriz, ou mesmo, quem sabe, secretas circunvoluções planetárias ou alguma encruzilhada de uma fase lunar mais enlouquecida.

Paulinho Assunção

Nascido em São Gotardo (1951), escritor e jornalista, autor de Pequeno tratado sobre as ilusões (contos) e O hipnotizador (novela), ambos publicados em Portugal, vencedor dos prêmios Cidade de Belo Horizonte (1983) e Guimarães Rosa (1998), Paulinho Assunção foi um assíduo frequentador do Edifício Maletta entre os anos finais de 1970 e meados da década de 1980, especialmente das livrarias e de bares como a Cantina do Lucas e o Lua Nova. Um pouco desse ambiente noturno e boêmio, aliás, com o país ainda sob ditadura militar, ele retratou nos poemas de A sagrada blasfêmia dos bares (Editora Civilização Brasileira, 1981). Paulinho Assunção foi repórter da sucursal mineira de O Estado de S. Paulo (1989-1995) e integrou a comissão de redação do Suplemento Literário de Minas Gerais, em 1983. Vive em Belo Horizonte.